IMPACTOS

  • Expansão e melhoramento dos serviços de comunicação (Internet, Rádio, Telefonia e Televisão), por todo território nacional;
  • Arrecadação de receitas;
  • Posicionamento estratégico da República de Angola no domínio espacial.

No que tange ao primeiro ponto podemos citar as mudanças que já podem ser notadas actualmente com a utilização das compensações provenientes do satélite Angosat-1 por parte de diversas instituições do país repercutindo-se directamente na vida dos angolanos, designadamente:

a) No Ministério da Saúde, as compensações apoiam o programa de telemedicina. Onde já foram instalados no Huambo (todos os hospitais municipais), no hospital central do Moxico-Luena e o programa seguirá com a cobertura do Moxico, Lunda Sul e outras províncias, o que permite que os pacientes a partir do local em que se encontram, possam ter consulta de forma remota com médico especialista que se encontra em Luanda;

b) No Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, através da TPA, as compensações têm sido usadas para transmissão até a casa dos angolanos dos programas Bom Dia Angola, partidas do Girabola, acontecimentos em directo e demais programas de entretenimento; É aplicado também em vários projectos públicos e de cariz social, com destaque ao projecto Angola online, que consiste em levar internet grátis às escolas e locais públicos. Existem já  vários pontos instalados no país;

c) Os operadores nacionais de telecomunicações, usam as compensações provenientes do satélite Angosat-1 para levarem comunicação às zonas onde não há ainda infra-estrutura de telecomunicações solidificadas, e através disto disponibilizam serviços de telefonia e internet às populações destas zonas.