Notícias


2021-01-11 | Educação espacial: direcções do GGPEN, ITEL e FADCOM visitam formandos


A Direcção do GGPEN, representada pela Directora Geral Adjunta para a área Técnica e Científica, Vangiliya Pereira, visitou, na manhã de sexta-feira, 08 de Janeiro de 2021, os formandos do primeiro curso de Educação Espacial no CFITEL.

A mesma esteve acompanhada do Director Geral do ITEL, André Pedro, e do PCA do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento das Comunicações (FADCOM), Américo dos Santos.

A referida visita enquadra-se no reforço da cooperação entre as duas instituições afectas ao MINTTICS, no âmbito da formação e capacitação de jovens na área espacial através da instalação de um núcleo de Educação Espacial no Centro de Formação Tecnológica do ITEL (CFITEL).

O Director André Pedro, nas vestes de anfitrião, parabenizou os jovens participantes do curso de Desenho de Missões Espaciais e Montagem de Cansat, que durante o diálogo demonstraram um conhecimento bastante sólido sobre matérias basilares do espaço de modo geral e do Programa Espacial Nacional, especificamente, com apenas duas semanas de formação, convidando os mais destacados a fazerem parte do grupo de formadores do Centro, no fim da sua formação.

Por sua vez, a Eng.ª Vangiliya Pereira, por parte do GGPEN, explicou aos presentes que esta iniciativa tem como base a Estratégia Espacial Nacional, num dos seus principais eixos referente a Capacitação e Promoção do Sector Espacial, que visa a transferência de conhecimentos, garantindo a capacitação, formação e divulgação das actividades neste domínio no país.

A Directora Geral Adjunta para a área Técnica e Científica, reforçou que a Capacitação e Promoção do Sector Espacial não pode ser feita apenas pelo GGPEN, mas através de um ecossistema envolvente e incentivou os jovens a tornarem-se embaixadores do sector espacial em Angola, a empenharem-se na divulgação e aplicação destes conhecimentos inclusive no empreededorismo e criação de startups, reforçando a necessidade imperiosa da participação activa do género femenino no Programa Espacial Nacional.

Passadas duas semanas desde o início do curso, que tem duração de um mês, os formandos foram submetidos hoje a primeira avaliação teórica com questões relacionadas à Introdução aos Satélites, Arquitectura de um Sistema Espacial, Desenho de Missões Espaciais, Pequenos Satélites e sobre a Estratégia Espacial Nacional.

No referido curso, estão inscritos maioritariamente estudantes universitários entusiastas da tecnologia espacial, motivados pela possibilidade de aplicação prática dos conhecimentos que serão obtidos deste curso primeiramente nos seus trabalhos de fim de curso e que pretendem optar por uma carreira na área espacial de acordo aos seus testemunhos.