Notícias


2020-09-24 | GGPEN participará de webinar da UAN sobre secas e cheias no Cunene


O Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional (GGPEN) fará parte de um grupo de prelectores, na videoconferência subordinada ao tema “Cunene, das Secas às Cheias: um Programa Científico Nacional”, a realizar-se, no dia 30 de Setembro de 2020, na plataforma digital ZOOM, com início às 10h e término às 13h (hora local). 

O evento enquadra-se no âmbito da celebração do 98º aniversário natalício do patrono da Universidade Agostinho Neto (UAN), a ser realizado pelo Grupo de Águas do Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências da UAN, em parceria com o Secretariado Permanente da Comissão Nacional de Angola para a UNESCO e o Centro da África Austral para Ciência e Serviços para Adaptação as Alterações Climáticas e Gestão Sustentável dos Solos (SASSCAL). 

Esta videoconferência é dirigida à comunidade científica, especialistas, profissionais,  estudantes e a comunidade em geral com interesse nos tópicos apresentados e tem por objectivo apresentar e discutir resultados de investigação científica, assim como as novas linhas de investigação científica no domínio da gestão integrada dos recursos hídricos em zonas semiáridas e áridas do Sul de Angola.

Durante o evento serão apresentados os resultados dos projectos realizados por diferentes autores que se dedicam às temáticas relacionadas com os recursos hídricos, assim como as linhas de investigação científica no domínio da gestão integrada dos recursos hídricos, iniciadas pelo Grupo de Águas do DEI de Geologia e direccionadas para a região do Cunene e áreas transfronteiriças em que se enquadram as bacias hidrográficas do Cuvelai, do Cunene e Cubango (Okavango).

Projecto

O GGPEN será representado pelo dr. Gilberto Gomes, membro da equipa do Projecto Científico Internacional em desenvolvimento na instituição com a parceria do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), dos Estados Unidos da América, Universidade de Tokyo no Japão e Universidade Internacional do Espaço na França, denominado “Angola Drougth Monitoring” que se traduz em Sistema de Exploração de Dados de Satélite para o Monitoramento de Secas. 

O referido projecto de pesquisa científica, visa adquirir os dados necessários para o monitoramento da seca e gestão das reservas hídricas no sul do país em particular e da África Austral no geral, através do uso de um sistema de mineração de dados por satélite. 

Este estudo tem como objectivo identificar as fontes de água superficiais, determinar a taxa de cobertura do solo, densidade populacional, analisar o histórico de chuvas na região, os índices de vegetação, prever e monitorar a seca. 

O projecto de Sistema de Monitoramento de Secas por Satélite, é uma iniciativa do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS) sob execução do GGPEN, para atender a carência das populações do Sul de Angola, especialmente na província do Cunene que foi assolada por uma seca extrema recentemente entre 2015 e 2019, considerado como o episódio mais crítico dos últimos 35 anos, tendo resultado na morte de mais de 30 mil animais, entre bovinos, caprinos e suínos, com 857.443 pessoas de 171.488 famílias afectadas.