Notícias


2020-05-21 | Técnicos do GGPEN aprendem aspectos teóricos sobre sensoriamento remoto


No âmbito da transferência de tecnologia e, principalmente, de conhecimento na área espacial, decorreu ontem, no Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional (GGPEN), o primeiro dia da primeira fase formativa sobre a Plataforma de Formação e Capacitação dos Futuros Operadores de Satélites de Observação da Terra (OPENGEOLAB), que encontra-se instalado no Centro de Controlo e Missão de Satélites (MCC), localizado na Comuna da Funda, Município de Cacuaco - Luanda.

A formação tem como objectivo capacitar especialistas angolanos em matéria de identificação e processamento de imagens recebidas via satélites de observação da terra, dotando-os de habilidades, tais como, o tratamento de imagens de satélites de observação da terra, preparação para a missão do futuro satélite de observação de Angola e familiarizar-se com a utilização final das imagens de satélites de observação.

O curso está a ser ministrado por especialistas da empresa Thales Alenia Space (TAS), com um total de 10 participantes afectos ao GGPEN.

Considerando a situação da pandemia da COVID-19, nesta primeira fase do curso teórico as aulas estão a ser ministradas online, sendo que a segunda fase, que tratará dos aspectos práticos, que visa criar capacidades para arquivamento e distribuição de imagens, será ministrada de forma presencial, em Luanda, tão logo se verifique o levantamento das restrições impostas pela pandemia da COVID-19.

O primeiro dia da formação ficou marcado pela apresentação dos conceitos teóricos, ministrados sobre os seguintes temas: sensoriamento remoto, aquisição de dados, posicionamento e processamento de dados.

A próxima sessão teórica online, em que serão demonstrados aspectos práticos, terá lugar no dia 29 do mês em curso.

As fases teórica e prática desta formação do OPENGEOLAB vão permitir desenvolver aplicações espaciais como o mapeamento da terra para a agricultura, mapeamento do território, entre outras.