Notícias


2020-05-19 | OPENGEOLAB: Técnicos do GGPEN participam de formação online  


No âmbito do projecto OPENGEOLAB, ferramenta vocacionada para a capacitação técnica de operadores de satélites de observação da terra, começa, amanhã, a primeira fase da formação, que tem como objectivo a criação de capacidades, a nível local, em aquisição, processamento e distribuição de imagens de satélites.

A formação irá decorrer na sequência da conclusão da instalação do software nos equipamentos que se encontram no Centro de Controlo e Missão de Satélites (MCC).

Prevista para ocorrer em duas etapas (teórica e prática), face a pandemia da COVID-19, a formação teórica será online, nos dias 20 e 27 de Maio. Serão abordados temas sobre a instalação de ferramentas para o sensoriamento remoto, bem como conceitos sobre o processamento e análise de imagens, totalizando 16 horas de estudo.

A formação será ministrada pela empresa Thales Alenia Space (TAS), com um total de 10 participantes, designadamente:

Gilson dos Santos, responsável do Departamento de Mercados e Serviços do Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional;

Joana Caetano, Técnica do Departamento de Mercados e Serviços do Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional;

Tchelssica de Carvalho, Técnica do Departamento de Mercados e Serviços do Gabinete de Gestão do Programa Espacial Nacional

João Júnior, especialista de Balística do Centro de Controlo e Missão de Satélites;

Luciano Lupédia, especialista do Canal de Serviço do Centro de Controlo e Missão de Satélites;

Branca Bernardo, especialista do Canal de Serviço do Centro de Controlo e Missão de Satélites;

Nzuzi Sebastião, especialista do Canal de Serviço do Centro de Controlo e Missão de Satélites;

Luis e Silva, especialista do Canal de Serviço do Centro de Controlo e Missão de Satélites;

Alfredo Bungo, Técnico do Departamento de Ciências Espaciais e Pesquisa Aplicada (DCEPA);

Atanilson Cachinjumba, Técnico do Departamento de Ciências Espaciais e Pesquisa Aplicada (DCEPA).

Quanto a parte prática, que visa criar capacidades para arquivamento e distribuição de imagens, será realizada de forma presencial, em Luanda, tão logo se verifique o levantamento das restrições impostas pela pandemia da COVID-19.